Feridas na
    Invisibilidade

"Feridas têm Alma"

A CAMPANHA
O avanço no estudo sobre Feridas e seu tratamento, proporcionou o desenvolvimento de inúmeros sistemas de classificação que podem ser empregados para avaliar as lesões, como por exemplo: a etiologia, mecanismo de lesão, graus de contaminação e de perda do tecido.

Contudo, hoje é clara a percepção de que uma "identidade" própria é assumida, tornando-se um seguimento da classificação das feridas com fisiopatologia diferente das agudas, com necessidade de cuidados específicos dirigidos à sua causa de cronicidade e natureza complexa, ocasionando sofrimento e dor, podendo ser classificadas como metáfora "as feridas têm alma", pois a ferida expressa "o corpo e alma", ou seja, o equilíbrio do paciente.

Nessa perspectiva, acompanhar a evolução criteriosa dos pacientes com feridas constitui um desafio, porém é imperioso criar planos preventivos dirigidos à especificidade da população que não tem acesso a curativos e coberturas, seja do procedimento básico como os hidratantes, ao avançado como a terapia por pressão negativa.
Dada a premissa e atualidade da temática, a Sociedade Brasileira de Enfermagem em Feridas e Estética lançou no dia 25 de novembro de 2015 no V Congresso Brasileiro de Prevenção e Tratamento de Feridas, a campanha Adote uma Lesão, slogan Feridas têm Alma. ​
Realização
Organização
Apoio